Empresa americana cria dispositivo para carregar celular pedalando!!!

29/08/2012

A empresa americana EcoXGear criou o EcoXPower. Esse sistema consegue captar a energia das pedaladas em uma bicicleta para produzir eletricidade e recarregar a bateria do celular do ciclista.

Com ajuda da energia cinética, o sistema mantém duas lanternas dianteira e traseira em funcionamento. Isso porque ele é equipado com uma bateria interna de íon-lítio. Assim, o sistema consegue armazenar parte da energia gerada durante as pedaladas para usar depois.

O kit é instalado na roda da frente, entre os raios da bike. Além das lanternas, o equipamento tem um suporte instalado no guidão da bicicleta para recarregar o celular. De acordo com a empresa, ele é compatível com iPhone e Android.

O objetivo é que todo esse equipamento proporcione segurança e conforto aos ciclistas. Isso porque ele dispensa que os usuários se preocupem com baterias extras nos sistemas de iluminação, além de conseguir recarregar o celular.

A EcoXGear garante que as peças são à prova d’água. Dessa forma, os ciclistas também não precisam se preocupar em perder o equipamento depois de alguma chuva. O EcoXPower está disponível no site do fabricante por 99,99 dólares.

Anúncios

Emagrecer andando de bicicleta

08/08/2012

 

Todo mundo está cansado de saber que pedalar traz inúmeros benefícios para ficar em forma, sendo a principal a perda calórica. Em quarenta minutos de passeio de bicicleta é possível queimar cerca de 300 calorias, dois meses de exercícios aumenta cerca de 25% a força das pernas, trabalha os músculos do abdômen e dos membros inferiores, em especial quadríceps, glúteos, panturrilha e a parte inferior das costas.

A atividade também melhora a função cardiovascular e faz com que seu organismo trabalhe melhor, sem prejudicá-lo e contribui para regularizar os níveis de pressão arterial, colesterol e triglicérides. Estimula, também, a musculatura intercostal, que é considerada acessória na respiração. Pedalando seus joelhos não sofrem impacto, além disso, a musculatura do quadríceps posteriores da coxa e os glúteos são fortalecidos. O exercício físico de pedalar estimula o sistema imunológico e aumenta o número de glóbulos brancos, ajudando o organismo a defender-se de vírus e bactérias.

Outros efeitos benéficos de andar de bicicleta para o organismo, além da melhora e prevenções dos problemas cardíacos podem ser ressaltadas, como a redução da gordura corporal, contribuindo para a manutenção do peso ideal, a melhoria da função respiratória, redução dos níveis sangüíneos de colesterol e triglicérides (Pedalar reduz o mau colesterol, com isso levando, até uma diminuição do risco de infarto) a redução da ansiedade, regularização do sono e conseqüentemente, um melhor desempenho intelectual e maior equilíbrio emocional.


Corretores preparados para vender mais e melhor

27/07/2012

Diante dos consumidores exigentes, os profissionais devem estar preparados para prestar um excelente atendimento e encantar seus clientes.

Só vender não basta. É necessário vender bem. Um atendimento personalizado faz toda a diferença na hora de conquistar um cliente. O corretor deve se preocupar em encantar o consumidor, a venda será a conseqüência do ótimo atendimento. Para isso acontecer, o profissional deve estar atento e algumas dicas que contribuem para diferenciar seu trabalho. De acordo com o consultor especialista em atendimento ao cliente, Sergio Almeida, o mais importante é ser atencioso e orientar os consumidores de maneira adequada, pois aquele que se sentir bem atendido se torna fiel ao corretor. É o que ele chama de ‘economia de fidelização’. “O bom atendimento gera indicação do prestador de serviços. Assim, é possível lucrar de 20 a 80% a mais do que o normal”, garante o consultor.

Segundo César Frazão, consultor especializado em vendas e autor do livro “Como formar, Treinar e Liderar Equipes de Vendas”, três fatores práticos ajudam a elevar as vendas, São eles: otimismo, competência e criatividade. “É preciso pensar de forma positiva e imaginar o cliente comprando, criando assim imagens e cenários positivos em sua mente”, explica Frazão.

Nesse contexto, Almeida aconselha que o corretor pesquise dados do consumidor antes de visitá-lo para oferecer o seguro. Quando o corretor conhece o cliente para o qual oferece os serviços, é mais fácil identificar o perfil e indicar o seguro ideal para a pessoa. Além disso, ele também poderá indicar outros tipos de seguros e não só o que o cliente tinha em vista inicialmente. Almeida enfatiza que “além da competência técnica, é necessário conhecer o cliente. Porque mais importante do que vender uma vez, é vender sempre”.

Outro ponto fundamental que o corretor deve levar em consideração é a importância do network. Para Frazão, uma das principais armas de vendas é a indicação e isso só é possível por meio de uma forte rede de relacionamentos.

O pós-venda também é um passo muito importante na conquista de clientes. Segundo o consultor especializado em vendas, ele tem como objetivo principal aumentar o índice de satisfação, fidelizando o cliente para futuras compras ou indicações de outros amigos. “Poucas coisas podem ser mais lucrativas do que um bom programa de pós-venda. É necessário manter um contato com os clientes após a venda, seja por e-mail ou por telefonemas. A venda não acaba quando o cliente compra. Ela está apenas começando”, completa.

Almeida considera que é natural que ocorram algumas dificuldades com o cliente em relação ao serviço oferecido, mas ele destaca que a eficiência na resolução do problema é o que pode fazer a diferença. “Problemas acontecem, mas o cliente até perdoa se forem resolvidos com rapidez e atenção. O que o cliente não aceita é o descaso e a desconsideração com a situação dele”, completa o consultor.

Diante a todas as dicas, o corretor não pode deixar de ter em mente a importância da atualização profissional. “A atualização deve ser constante, permanente. O vendedor de sucesso gosta de aprender e se atualizar com freqüência, pois sabe que estar a frente da concorrência é fundamental, e, além do mais, ele quer progredir na carreira. É extremamente importante participar de cursos, palestras e até mesmo fazer uma faculdade”, enfatiza Frazão.

Dicas de como ser um bom vendedor:

  1. Transmita entusiasmo na fala;
  2. Invista em sua aparência;
  3. Acredite no produto que você vende;
  4. Venda benefícios e não características do produto;
  5. Pense grande e ofereça alto. Muitas vezes o pequeno empresário passa por dificuldades financeiras e tem dificuldades de enxergar o verdadeiro potencial do mercado em que está ofertando o seu produto.
  6. Faça investimentos no seu preparo, leia bons livros sobre vendas;
  7. Simplifique. Faça seu cliente economizar tempo;
  8. Diferencie-se do seu concorrente em algum aspecto;
  9. Trabalhe duramente, se esforce;
  10.  Acredite em si mesmo.

 


Corretor deve buscar adaptação às mudanças para manter competitividade

02/07/2012

A União dos Corretores de Seguros (UCS) liderada pelo colega Luiz Morales,  realizou mais uma edição da série “Trocando Ideias”. O evento aconteceu dia 21/06, em São Paulo, com palestra do diretor de Técnico de Riscos Especiais, Claudio Saba.

Na ocasião, o executivo fez um paralelo da evolução da vida na Terra, em que os “fracos ou distraídos” entram em extinção, mas os fortes sobrevivem. “O corretor que conhece o mercado, troca ideias, busca qualificação, esse será sempre competitivo. É preciso ler, acompanhar o que acontece, adaptar-se às mudanças”, argumenta Saba.

Na opinião dele, o fim do monopólio determinou, por exemplo, que a cobertura de danos elétricos tenha muitas variações entre as companhias. “Agora há cerca de 100 resseguradoras e as condições de exigências são diversificadas. O corretor precisa busca mais capacitação, entender em profundidade o clausulado de cada companhia e respectivos produtos. A lição de casa é se reinventar, expandir a atuação e ampliar o mix de carteira”.

Saba também apontou que a Marítima tem a mais rápida indenização porque é muito criteriosa na seleção do risco. “Se der sinistro, não tem mais burocracia”, reforça.

Nesse sentido, ele confirmou que o mercado cresceu 16% em Patrimonial no ano passado, segundo dados da Susep, enquanto a Marítima ultrapassou os 40% em arrecadação de prêmios. “Antes mesmo da abertura do mercado, a companhia vinha preparando os corretores parceiros. Também mantemos um intenso programa de treinamento. O crescimento da companhia é resultado direto dessas ações”, finaliza.

Data: 22.06.2012 – Fonte: CQCS | Pedro Duarte


Faça parte do “UCS – Loucos por Bike”!

30/05/2012

Os corretores de seguros da UCS usam a Bike para obter qualidade de vida, emagrecer, ganhar resistência ou simplesmente se movimentar. Esses são alguns dos principais objetivos das pedaladas de Bike coordenadas pela UCS.

Todos os domingos a partir das 8h30 da manhã, corretores e amigos dos mais variados biótipos e idades se reúnem para participar das atividades direcionadas com a Bike na ciclofaixa; sempre respeitando os limites de cada um.

O passeio é muito divertido e os resultados são visíveis!

Se você gosta de pedalar, não perca tempo e participe do grupo “Loucos por Bike” para partilhar conosco de momentos de felicidade e descontração, sem esquecer dos benefícios trazidos à sua saúde.

(Não tem custo nenhum e não é necessário ser associado à UCS).

 

Vamos Juntos!!!

 

Luiz Morales (Presidência UCS)


Estratégias vencedoras para fidelizar os segurados

17/05/2012

 A relação com o cliente pós-fechamento do contrato de seguro é uma das principais estratégias para manter a fidelização em futuras transações. O processo de comunicação, no entanto, requer o abandono de velhos conceitos de mercado, compreensão das novas demandas e adaptação às formas modernas de estabelecer contato, não esquecendo, sobretudo, da abordagem presencial.

“O cliente tem o desejo de construir um relacionamento de confiança, por isso o atendimento de qualidade é um diferencial competitivo”, avalia o especialista da RPM Consultoria de Negócios, Hélio Teixeira. Nesse contexto, ele define quatro estilos de comportamento do cliente, os quais exigem fórmulas específicas para manter a comunicação.

O perfil “Diretor”, segundo Teixeira, diz respeito ao cliente ligado a tarefas, independente, prático, que aspira resultados. Além disso, valoriza a preparação e admira profissionalismo. “Como dica aconselho que o corretor passe todas as informações exatas. Se ele descobrir que existe uma informação incorreta, a credibilidade do profissional corre o risco de diminuir”, ressalta.

O tipo “Comunicador”, na visão do especialista, é extrovertido, porém mais ligado a pessoas. “Espontâneo, ele prioriza o relacionamento a negócios”. Para esse cliente, Teixeira recomenda a utilização de cases, apresentando soluções que beneficiaram pessoas conhecidas do seu círculo, para que este se sinta mais confortável.

Já o jeito “Analítico” traz características como persistência, organização e perfeccionismo. “Esse segurado deseja informação de qualidade completa, por possuir pensamento lógico. O ideal é fornecer informações da maneira mais precisa e completa”, reforça.

Com traços de apoiador e mais dependente, o estilo “Planejador” busca no corretor um parceiro. “Semelhante ao “Comunicador”, evita o confronto e tem maior foco na relação do que nos negócios”, esclarece Teixeira. “O corretor deve enfatizar a este cliente que ele está tomando a decisão certa. Para isso, deve ser paciente, pois o ritmo de escolha desse consumidor costuma ser mais devagar”, completa.

Data: 16/05/2012 – Fonte: CQCS | Camila Barreto


Corretores preparados para vender mais e melhor

11/05/2012

Diante dos consumidores exigentes, os profissionais devem estar preparados para prestar um excelente atendimento e encantar seus clientes.

Só vender não basta. É necessário vender bem. Um atendimento personalizado faz toda a diferença na hora de conquistar um cliente. O corretor deve se preocupar em encantar o consumidor, a venda será a conseqüência do ótimo atendimento. Para isso acontecer, o profissional deve estar atento e algumas dicas que contribuem para diferenciar seu trabalho. De acordo com o consultor especialista em atendimento ao cliente, Sergio Almeida, o mais importante é ser atencioso e orientar os consumidores de maneira adequada, pois aquele que se sentir bem atendido se torna fiel ao corretor. É o que ele chama de ‘economia de fidelização’. “O bom atendimento gera indicação do prestador de serviços. Assim, é possível lucrar de 20 a 80% a mais do que o normal”, garante o consultor.

Segundo César Frazão, consultor especializado em vendas e autor do livro “Como formar, Treinar e Liderar Equipes de Vendas”, três fatores práticos ajudam a elevar as vendas, São eles: otimismo, competência e criatividade. “É preciso pensar de forma positiva e imaginar o cliente comprando, criando assim imagens e cenários positivos em sua mente”, explica Frazão.

Nesse contexto, Almeida aconselha que o corretor pesquise dados do consumidor antes de visitá-lo para oferecer o seguro. Quando o corretor conhece o cliente para o qual oferece os serviços, é mais fácil identificar o perfil e indicar o seguro ideal para a pessoa. Além disso, ele também poderá indicar outros tipos de seguros e não só o que o cliente tinha em vista inicialmente. Almeida enfatiza que “além da competência técnica, é necessário conhecer o cliente. Porque mais importante do que vender uma vez, é vender sempre”.

Outro ponto fundamental que o corretor deve levar em consideração é a importância do network. Para Frazão, uma das principais armas de vendas é a indicação e isso só é possível por meio de uma forte rede de relacionamentos.

O pós-venda também é um passo muito importante na conquista de clientes. Segundo o consultor especializado em vendas, ele tem como objetivo principal aumentar o índice de satisfação, fidelizando o cliente para futuras compras ou indicações de outros amigos. “Poucas coisas podem ser mais lucrativas do que um bom programa de pós-venda. É necessário manter um contato com os clientes após a venda, seja por e-mail ou por telefonemas. A venda não acaba quando o cliente compra. Ela está apenas começando”, completa.

Almeida considera que é natural que ocorram algumas dificuldades com o cliente em relação ao serviço oferecido, mas ele destaca que a eficiência na resolução do problema é o que pode fazer a diferença. “Problemas acontecem, mas o cliente até perdoa se forem resolvidos com rapidez e atenção. O que o cliente não aceita é o descaso e a desconsideração com a situação dele”, completa o consultor.

Diante a todas as dicas, o corretor não pode deixar de ter em mente a importância da atualização profissional. “A atualização deve ser constante, permanente. O vendedor de sucesso gosta de aprender e se atualizar com freqüência, pois sabe que estar a frente da concorrência é fundamental, e, além do mais, ele quer progredir na carreira. É extremamente importante participar de cursos, palestras e até mesmo fazer uma faculdade”, enfatiza Frazão.

Dicas de como ser um bom vendedor:

  1. Transmita entusiasmo na fala;
  2. Invista em sua aparência;
  3. Acredite no produto que você vende;
  4. Venda benefícios e não características do produto;
  5. Pense grande e ofereça alto. Muitas vezes o pequeno empresário passa por dificuldades financeiras e tem dificuldades de enxergar o verdadeiro potencial do mercado em que está ofertando o seu produto.
  6. Faça investimentos no seu preparo, leia bons livros sobre vendas;
  7. Simplifique. Faça seu cliente economizar tempo;
  8. Diferencie-se do seu concorrente em algum aspecto;
  9. Trabalhe duramente, se esforce;
  10. Acredite em si mesmo.

 

Fonte: Acoplan em foco, edição nº 40, págs. 6 e 7.