A UCS é a bandeira de defesa da Categoria!

14/03/2012

Prezados Corretores,

Nunca é demais relembrar que ao falarmos da UCS, deve-se ter em mente que estamos tratando de uma entidade sem qualquer objetivo político ou partidário, individuais ou coletivos, tendo como único fim, a disponibilização, para os seus associados contribuintes, de ações, posicionamento perante o mercado, luta pelos interesses da categoria, denúncia sobre a prática de procedimentos contrários aos bons costumes e não pautados pela legalidade.

A moralidade, a ética, a seriedade, a conduta ilibada e, principalmente a fidelidade aos princípios de sua fundação, fazem da UCS a bandeira de defesa da categoria e, em especial, de você, que como associado acredita nesta luta e também nos resultados pretendidos.

Quando acionada, seja por um grupo de corretores, seja por algum em particular, a UCS, na obrigação de atender aos anseios de quem a procura, busca a solução mais apropriada ao caso em comento, seja através de negociação direta com o funcionário da Cia, seja, com o seu coordenador, gerente, superintendente, diretor, vice-presidente e, conforme o caso, com o presidente da Cia Seguradora.

Não existe outra forma imediata de solução de conflitos que não seja a da conversa franca, embasada em normas técnicas e na demonstração dos equívocos cometidos e da boa-fé dos corretores e/ou segurados na contratação da apólice em contento.

A UCS não leva em consideração a preferência de um, de alguns ou de todos na escolha da Cia em que seus associados direcionam suas produções, tornando-se totalmente imparcial quanto a este ou àquele Segurador em específico.

A missão da UCS, embora amplamente divulgada e por muitos até então ignorada, é a de facilitar o acesso dos corretores aos responsáveis pelas Seguradoras, para que estas tenham a disposição do grupo associado a UCS, funcionário responsável pelo atendimento dos pleitos, negociações, críticas e até sugestão de melhora nos produtos e no atendimento.

E assim vem agindo a UCS a todos os seus sócios contribuintes, trabalhando individualmente com cada seguradora, buscado a abertura de um canal de comunicação, por nós chamado de “canal aberto”, entre corretores e respectivas diretorias.

Assim como o trabalho feito perante as Cias, a UCS também está aberta a seus associados para o recebimento de críticas e sugestões que contribuam para o aperfeiçoamento das ações propostas.

E, defendendo a bandeira da isonomia, é que a UCS, através de seu presidente e diretores, se dispõem a abrir caminho para os demais corretores, deixando de lado seus afazeres cotidianos, seus negócios dentro de suas próprias corretoras, visando o bem estar de todos os associados.

Superada esta fase de esclarecimentos, há que se deixar claro que todas as visitas realizadas até então (Porto Seguro, Marítima , Bradesco e Mapfre) foram sim “muito produtivas”, atingindo a UCS todos os objetivos iniciais propostos, ou seja, estabelecido o “canal aberto” entre as mesmas e os corretores associados.

Há que se ter em mente que grandes conquistas foram atingidas, porém os objetivos futuros são bem mais ambiciosos e precisarão ainda mais da colaboração de todos vocês. Nossos próximos passos merecerão especial atenção, empenho máximo, sem medida de esforços para que estes novos objetivos sejam alcançados.

Desta forma, o recebimento de críticas e sugestões para a melhoria dos planos de ação da UCS serão sempre bem vindos, desde que quem os coloque em pauta, os façam com propriedade.

Esta propriedade pretendida apenas será alcançada quando todos os associados, de alguma forma, se envolverem diretamente nas discussões, que responda às convocações da UCS, participe ativamente das reuniões de pauta realizadas todas as primeiras terças-feiras do mês com a Presidência e com os Diretores engajados na causa da categoria.

Somente a partir deste momento, onde cada qual passa a assumir uma parcela de responsabilidade pelo desenvolvimento da UCS como associação que é, contribuindo para o crescimento ordenado e responsável da mesma, cumprindo com as suas obrigações contributivas, é que poderemos finalmente dizer a frase: VAMOS PENSAR JUNTOS?

A UCS sempre este a disposição de toda a categoria, sem distinção entre sócios contribuintes ou não, mas não há mais como não direcionarmos nossa atenção aos principais interessados no crescimento da mesma, motivo pelo qual, em respeito aos sócios contribuintes que se manifestaram, tecemos os comentários acima.

Aos que infelizmente ainda não o fizeram e preferem continuar a se beneficiar tanto do fórum quanto das ações da UCS sem a contrapartida da associação, não temos o que responder.

Lembramos que ainda temos visitas agendadas até o encerramento do exercício de 2012, visando o estabelecimento do “canal aberto” com mais Cias Seguradoras e, aproveitando a oportunidade, convocamos todos os interessados a participarem do desenvolvimento do trabalho, participando das reuniões mensais anteriormente mencionadas, para aí sim, pensarmos e agirmos em conjunto.

Atenciosamente,

Luiz Morales – Presidente UCS

Anúncios

Muito obrigado!

05/12/2011

A UCS – Associação União dos Corretores de Seguros, agradece aos Corretores, imprensa especializada, autoridades e patrocinadores, que foram os responsáveis por permitir a realização de nossa confraternização:

BONÉ VISTORIA LTDA

BRADESCO AUTO/RE COMPANHIA DE SEGUROS

BRADESCO SAÚDE S/A

BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S/A

CAPEMISA VIDA E PREVIDÊNCIA

CHUBB DO BRASIL CIA. DE SEGUROS

COMPLIANCE SOLUÇÕES EM TELECOM

HDI SEGUROS S/A

HUMANA ADM. CORRETORA DE SEGUROS LTDA

MAPFRE VERA CRUZ SEGURADORA S/A

MARITIMA SEGUROS S/A

MARITIMA SAÚDE

PLANUS CORRETORA DE SEGUROS

PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS

RECAPS SAÚDE – CENTRO AUTOMOTIVO PORTO SEGURO SAÚDE

UNIVIDA PLUS CORRETORA DE SEGUROS LTDA

UNISAUDE MASTER CORRETORA DE SEGUROS LTDA

TOKIO MARINE SEGURADORA S/A

Agradecemos também o empenho de todos que fizeram as doações de alimentos para nossa campanha.

Vamos Juntos! 


Spa Day no Cevisa em Novembro!

06/10/2011

 

Prezados Associados Contribuintes,

Em novembro, a UCS fará um Spa Day no CEVISA.

O Spa Day CEVISA será realizado nos dias 26 e 27 de novembro. Alugaremos um ônibus para nos levar.  Sairemos de São Paulo às 17h do sábado (26/11) e voltaremos às 20h do domingo (27/11).

O valor será de R$ 150,00 (CEVISA) mais o valor do ônibus que será de R$ 40,00, totalizando R$ 190,00 (por pessoa).

Para participar, envie o nome dos participantes para o e-mail: secretaria@uniaodecorretores.com.br

Corra!!! São apenas 46 vagas…

Será um enorme prazer para nós da UCS e a para a Clínica CEVISA cuidar de sua saúde!

Atenciosamente,

Diretoria – UCS


A UCS ESTEVE PRESTIGIANDO O CVG – SP

15/08/2011

 

Nova gestão da Susep adotará menos rigor, mais diálogo e ações de fomento ao setor

 O CVG-SP apresentou, com exclusividade, ao mercado de seguros paulista o novo superintendente da Susep, Luciano Portal Santanna, em almoço realizado nesta quinta-feira, 11 de agosto, na sala Panorama do Terraço Itália, com a presença de quase cem pessoas, entre autoridades, dirigentes de seguradoras e convidados. O presidente do CVG-SP, Osmar Bertacini, ressaltou que a experiência de Santanna como procurador federal será importante na condução da Susep e, consequentemente, para o mercado de seguros, que almeja crescer mais.

Durante a apresentação do seu plano de gestão, o novo superintendente anunciou a reestruturação da Susep, que deverá adotar uma administração mais eficiente, moderna e transparente. Tão logo se encerre a fase de transição, com a nomeação de diretores para completar o quadro, Santanna pretende implantar algumas inovações na Susep. A primeira delas será a criação de um departamento voltado ao fomento do setor, uma atribuição que, a seu ver, a Susep deveria ter assumido há muito tempo. “Em sua atual estrutura organizacional, a Susep não dispõe de nenhum departamento encarregado de realizar um planejamento para expansão do setor, porque todas as competências estavam voltadas para o poder de polícia, seja para fiscalizar, autorizar, processar e punir”, disse.

Uma das atribuições do novo departamento, segundo Santanna, será promover ações de educação financeira, principalmente, em escolas de ensino médio. As ações serão realizadas em conjunto com outras empresas integrantes do Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef). “É comum encontrar pessoas com seguro de automóvel, mas não de vida. E o que é mais importante segurar, o carro ou a família? A população precisa de esclarecimentos e a Susep pretende contribuir”, disse.

Outra boa nova anunciada por Santanna será a regulamentação do microsseguro, não a partir de lei, cujo projeto ainda está parado no Congresso Nacional, mas por meio de resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP). O superintendente adiantou alguns detalhes dessa iniciativa à reportagem do CVG-SP, explicando que a regulamentação não seguirá o mesmo modelo proposto pelo Projeto de Lei 3266/08, que prevê alguns benefícios fiscais. “Não há consenso por parte do governo em relação à concessão desses benefícios. Por isso, com exceção desse ponto, o microsseguro deverá ser regulamentado pelo CNSP até o final do ano”, disse. Ele informou, ainda, que representantes do mercado de seguros serão ouvidos durante o processo.

Equilíbrio

A reestruturação da Susep culminará com a revisão de todas as normas. “Vamos verificar o que é importante em termos de exigência e de informação”, disse, acrescentando que o Formulário de Informações Periódicas (FIP) também será revisto. Outra inovação será a substituição de punições por mecanismos que induzam à adequação das empresas, caso do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), bastante utilizado em outros segmentos. Santanna adiantou ao CVG-SP que a Susep propôs ao CNSP uma reunião, que será realizada, provavelmente, em setembro, para tratar de uma nova resolução sobre as sanções e o processo sancionador, na qual será discutida a formulação de um TAC exclusivo ao seguro.

“Ao invés de sanções, que acabam agravando a situação econômica da empresa, a Susep firmará TAC, que é mais eficiente, porque permite a indução da seguradora à adequação”, disse. Ele informou, ainda, que o TAC poderá ser aplicado inclusive no caso de empresas que já foram autuadas, suspendendo a sanção. “Enfim, procuraremos regular com equilíbrio, sempre verificando os interesses envolvidos e zelando pela saúde financeira das empresas”, concluiu.

 Ideias avançadas

Entre os convidados do almoço que deram as boas-vindas ao novo superintendente, o corretor de seguros Helio Opipari, que completou 65 anos de carreira e 82 de idade, traduziu o sentimento geral do setor em relação à nova gestão da autarquia. “A Susep está dando um exemplo maravilhoso, colocando esse jovem que possui uma formação ótima, e que, em seu primeiro pronunciamento, realizou um discurso simples, rápido, mas que nos encheu de esperança. Ficamos alegres ao ver que a Susep está dando um passo tão grande. Caro superintendente, o senhor é muito bem vindo ao nosso meio. Estamos precisando de jogadores jovens e talentosos para resolver o jogo. O senhor demonstrou no seu discurso que tem ideias avançadas. Desejo que seja feliz em sua gestão”, disse Opipari.

Homenagens

Osmar Bertacini entregou para Santanna uma placa em sua homenagem. “Para que guarde com carinho e se lembre sempre do CVG-SP”, disse.

Nova benemérita

Durante o almoço, Bertacini comunicou sobre a conquista de mais uma nova seguradora ao quadro de beneméritas do CVG-SP, a Chartis Seguros. “Estou muito orgulhoso de poder contar com a adesão da Chartis ao grupo de benemértitas do CVG-SP”, disse. Em seguida, ele designou o vice-presidente, Francisco Toledo, para entregar uma placa em homenagem à Chartis, por meio de seu representante, Rodrigo Cezareto.

Registro

Autoridades presentes: Luiz Gustavo Miranda de Sousa (Aconseg-SP); Luis Lopez Vázquez (APTS); Pedro Barbato Filho (Camaracor); Helio Marcelino Loreno (CSP-MG); Paulo Cesar Ferreira de Castro (CVG-PR); Danilo de Souza Sobreira (CVG-RJ); Sergio Rangel (CVG-RS); Sonia Regina Ribas da Costa (Funenseg); Mauro César Batista (Sindseg-SP); Carlos Roberto Amorelli de Freitas (Susep); Camilo Veras (Susep); Luiz Carlos Alvarez Morales Junior (UCS). Conselheiros do CVG-SP: Eiji Denda, Oldemar Souza Fernandes e Paulo de Tarso Meinberg.

Fotos (Antranik Photos):

1 – Luciano Portal Santanna

2 – Mesa de autoridades

3 – Hélio Opipari

4 – Entrega de placa à Chartis

5 – Salão

 

Fonte: CVG-SP  | Autor: Márcia Alves


O Corretor de Seguros e sua relação com o Mercado

08/07/2011

 

O principal ponto no patrimônio pessoal do Corretor de Seguros é a sua credibilidade, conhecimento e experiência.

Isso decorre de seu caráter e postura ética na condução dos clientes e o reflexo dessas ações faz a sua carreira.

Assim, a boa credibilidade e reputação são características extremamente importantes e valiosas e devemos ter o máximo de carinho e cuidado com elas.

Entendo que devemos procurar sempre nichos de venda e com as novas relações sociais, com a Internet, tudo mudou e todos nós temos de nos adaptar à essas novas realidades que impactam nossa profissão, porém devemos saber lidar com os efeitos dessa nova realidade.

As nossas lideranças têm um papel fundamental e vem cumprindo isso no sentido de coibir abusos (colocar regras e limites a serem seguidos e respeitados) e traçar algumas padronizações de atitudes dos corretores de seguros. Esse é tópico essencial para a produção do consumidor e da nossa própria profissão.

Vivemos novos tempos, consequentemente, uma nova relação com os clientes, com o mercado segurador e com as seguradoras que trabalhamos.

Essas novas ferramentas podem trazer muitas oportunidades de negócios e uma boa exposição do profissional Corretor de Seguros, mas tudo isso tem que ser feito com muito cuidado para não gerar uma exposição negativa para a classe.

As quais são os limites da nossa profissão do que podemos e não podemos fazer e dizer, quais os assuntos em que trabalhamos podem ser divulgados e etc. Lembremos sempre do nosso compromisso ético para com a classe.

Assim, esses novos canais de comunicação podem ajudar muito a nossa profissão, porém devemos ter cautela e muita atenção para não denegrir a imagem e credibilidade do profissional Corretor de Seguros.

 

Luiz Morales – Presidente da UCS


Ação de Solidariedade – Festa Junina – Escola 4E

20/06/2011

 

Prezados Corretores e colaboradores,

Expressamos em nome de toda diretoria da UCS (União dos Corretores de Seguros), nossa gratidão por abraçar conosco essa importante causa.

Através dessa parceria, várias pequenas vidas foram salvas da desesperança que tanto assola a humanidade e, principalmente, às crianças que não tem culpa da condição de vida que lhes são impostas.

Na oportunidade gostaríamos de salientar que tão importante quanto as doações realizadas, foi a preciosa oportunidade que tivemos de divulgar a importância e a necessidade da Doação e do Trabalho Voluntário, sem a expectativa de qualquer tipo de retorno pecuniário ou de divulgação de imagens, apenas a certeza de missão cumprida.

Na expectativa de um próximo trabalho conjunto, acreditando na humanidade, reiteramos nossos mais sinceros agradecimentos.

 Gesto de grandeza como este é que nos dá mais força e ânimo para continuar ajudando cada vez mais.

“Solidariedade e amigos, não se agradece, comemora-se.” (Betinho)

Atenciosamente,

Luiz Morales (Presidente – UCS)


UCS na 7ª Edição Prêmio da Revista Segurador Brasil de 2010. Nesta ocasião, a UCS foi homenageada com o troféu “Profissional Corretor” por conta da luta em prol da profissão do CORRETOR DE SEGUROS.

06/04/2011